Entendendo o Produto, Pensando Verde

Diferença entre Couro Animal, Couro Sintético e Couro Ecológico

Diferença entre Couro Animal, Couro Sintético e Couro Ecológico

O couro é uma matéria prima considerada nobre, porém com características que muitas vezes inviabilizam sua comercialização. Questões como o uso da pele do animal até custo da peça final fazem com que muitas pessoas busquem por outras alternativas.

Sendo assim, a indústria tem sido obrigada a pensar em soluções e processos de produção mais ecológicas e baratas. Hoje é possível encontrar no mercado materiais com aparências e texturas semelhantes ao couro, denominados popularmente como couros sintéticos, vegetais ou ecológicos. Eles possuem características e processos de produção distintos e agridem em níveis diferentes ao meio ambiente. Abaixo comparo um pouco cada uma.

 

Couro Animal

O Couro Animal nada mais é do que a pele do animal depois de passar por um processo químico de tratamento. Ainda é muito usado por diversos fatores: status, durabilidade e qualidade. Ele é permeável e térmico, o que permite maior conforto e proteção ao usar. É um material que pode durar em torno de 100 anos, se conservado. Fora isso tem também a questão da exclusividade, já que nenhuma pele será idêntica a outra pois são todas feitas de pele verdadeira.

 

 

Couro Sintético

O termo comercial Couro Sintético é usado para ilustrar uma matéria prima que se parece com o couro animal. A grande diferença é que o sintético é fabricado a partir de compostos químicos oriundos do petróleo. 

Possui 2 grandes vantagens: não é derivado de animal e seu custo é mais baixo. Sua durabilidade é inferior e tem que ter um cuidado especial com a peça para que ela não se danifique por ficar guardada de forma inadequada. Tem uma vida útil de aproximadamente quatro anos.

 

Couro Ecológico ou Vegetal

Os produtos denominados como Couro Ecológico ou Vegetal são feitos a partir de uma técnica de impermeabilização com uso de látex natural extraído das seringueiras nativas da Amazônia. Não é correto falar que se trata de um couro, pois o couro é somente aquele feito de animal, para essa matéria prima o ideal seria chamá-la de Laminado Vegetal.

A ideia de usar matérias primas com base em látex é antiga, foi criada durante a Conferência ECO 92, e cada dia está mais em voga devido à procura de empresas por soluções que degradem menos o meio ambiente. Naquela época não havia tanta tecnologia para tornar o material comercialmente viável, porém muitas instituições tiveram interesse e procuraram soluções para aperfeiçoar a técnica e tornar possível o uso do material.

Para produzir esse material é utilizado um tecido de algodão banhado em látex natural, defumado e vulcanizado em estufas especiais. A origem dele vem a partir do “saco encauchado”, que é um saco de farinha banhado desse mesmo látex. Essa impermeabilização o torna impermeável e mais resistente. Esse processo é feito 100% de forma artesanal, sustentável e colabora para a sobrevivência dos seringueiros.

 

Qual matéria prima utilizo nos produtos que crio?

Os produtos que desenvolvo não levam o couro animal pois não concordo com essa prática. Hoje utilizo o couro sintético e está longe de ser o material que acredito ser o ideal. Ainda não cheguei no formato desejado, mas tenho isso como meta pessoal e profissional. 

Atualmente ainda é difícil de encontrar a matéria prima vegetal (laminado vegetal, citado acima). Infelizmente é uma matéria prima muito cara, talvez por muitas pessoas ainda não entenderem seu uso e, logo, se não há procura, os que produzem acabam tendo que vender mais caro para cobrirem seus gastos de produção e garantir a sustentabilidade da empresa.

 

Diferença entre Couro Animal, Couro Sintético e Couro Ecológico

 

Isso pode soar um pouco como “desculpa” da minha parte. Entendo se pensar desta forma. Como disse é uma meta pessoal e profissional e tocar um negócio no Brasil já nos traz muitos desafios diários, por isso pretendo ir aos pouquinhos, até que encontre algo que acredite ter valor comercial e que se encaixe ao meu momento de negócio. Podem me cobrar, ainda chego lá, viu? 😉

Caso vocês conheçam soluções sustentáveis e ecologicamente corretas, compartilhem aqui nos comentários ou me envie um email através do [email protected]. Ficarei muito grata por compartilharem esse conhecimento comigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *